quarta-feira, 2 de maio de 2007

A cor ficou contigo...


Sou um estranho onde nasci,
Uma bela terra onde cresci e não vivi.
Lembro-me das ruas desertas de desconhecidos sem cor,
Gente morta que sempre sorri…

9 comentários:

Girassol disse...

Estou aqui há alguns minutos com a janela dos comentários aberta, mas parece que as palavras me fugiram.

Deve ter sido a imagem, já disse mil vezes que adoro esta foto, ou será a ideia que criei do lugar?
Não importa, sei que gosto!

Bom, de menina complexa, para menino complexo-simples:
Existe alguém perfeitamente adaptado? Não acredito nisso.
Todos temos uma parte de "estranhos", como se fossemos intrusos nas nossas próprias peles. Rodeados de gente que quase-vive, quase-ama, quase-sorri.. quase-é-feliz.

Temos um lado negro, que às vezes pode ser um pouco cinza. Porém, preciso acreditar que também temos a capacidade de ser coloridos. Ou não?

Beijinhos.

Do Heart disse...

Girassol:

"A cor que tenho em mim dou-a aos outros..."


Jytuh

Mel disse...

Que o colorido volte à sua vida... Logo! Porque não há nada mais belo, apesar de também adorar preto e branco.
Beijos

Marcelo disse...

Muitas vezes somos estranhos até para nós mesmos...
Raras são as pessoas com coragem o suficiente para mergulhar nesse mar sombrio em que se escondem nossas verdades.
Porque para entrar em tal merglho, você não estará protegido por escafandros, nem terá oxigênio sobressalente.
Tudo o que terás é seu prórpio fôlego.
Por isso muitos ficam apenas na superfície...

Grato por sua visita, gostei daqui.

Abraços e boa sorte.

Sabrina disse...

Acredito que, no princípio, nós nascemos estranhos e um pouco sem cor, seja lá qual for o lugar... é como se a vida nos desse uma nova oportunidade para pintarmos nosso caminho com cores diferentes daquels de costume... para nos reconhecermos por dentro e ter uma nova chance de transformar algumas cores mórbidas em outras mais alegres... assim, mesmo quando deixarmos esse lugar nato para alcançarmos outras esferas eternas, deixaremos lembranças que arrancarão sorrisos e não lágrimas... sorrisos, estes, que se voltarão primeiro para nós mesmos como forma de auto-agradecimento por não termos ficados sentados de braços cruzados olhando as latas de tinta fechadas enquanto a vida chamava pela nossa beleza!!!

Um beijo em seu coração

Sabrina disse...

"Um amigo é um irmão,
Nosso pensar, nossa mão."

Que lindo!!! :)

Obrigada por ter voltado para compartilhar, adorei!!!

Mais beijoss

Sabrina disse...

Presente para a alma:

http://www.orkut.com/FavoriteVideoView.aspx?uid=1015031811759240340&ad=1178348319

Um ótimo fim de semana :)
Com carinho...

Lari Nakao disse...

Em certos momentos nem eu me reconheço!

ricardo disse...

bom nem eu me entendo o que dira os outros, gostei do final gente morta que sempre sorri, nossa to cheio desass na minha vida, é um tal de saudosismo desenfreado, acho que não consigo deixar os que já foram ir de verdade...abraço

http://vidacretina.zip.net
http://noelevador.zip.net

""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""