quarta-feira, 25 de julho de 2007

Interrogo-me...

Que sou eu para ti?
Uma sombra na memória?
Uma lembrança longínqua?
Uma recordação envelhecida?
Uma saudade esquecida?
Não sei…
Talvez seja apenas uma simples lágrima que queima a alma…
Do Heart

6 comentários:

Mel disse...

Eu também costumo fazer a mesma pergunta...

Tathiana disse...

Importante é ser algo. Porque a indiferença dói mais... Beijos.

Erika disse...

Lágrima que queima.. contradição que alimenta?

Janaina Staciarini disse...

Saudade dói. Lembranças aquietam o coração.

Girassol disse...

Todos temos as nossas perguntas sem resposta, aqueles pontos de interrogação que fazem ninho nas nossas cabeças e, muitas vezes, nos fazem perder horas de sono.

Mas, sabemos que certas coisas não existem para que sejam verbalmente explicadas.
Para isso existem as emoções, as sensações, os sentimentos... algumas das respostas mais importantes que buscamos estão ali nos gestos, nos sinais... mesmo que não existam palavras.

Tu para mim neste momento és... Saudade! Andas desaparecido, espero que já tenhas encontrado outras respostas, mais urgentes para o momento.

Beijinhos.

Girassol disse...

O abraço é sempre bem vindo.
E a minha ausência também não significa um silêncio para ti... afinal o Girassol não é o nosso ponto de encontro... =P
Beijinho.

""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""